Banner sobre o Grupo do WhatsApp da 15News
Cidades

Outubro Rosa: Dr. Luiz Carlos Gesualdi fala sobre prevenção ao câncer de mama

Elvis de Oliveira Ferraz
Jornalista MTB: 72252/SP

O médico ginecologista Luiz Carlos Gesualdi Junior fala em entrevista sobre os cuidados e formas de prevenção do câncer de mama. Confira as respostas na íntegra. 

Dr. Luiz Carlos atualmente atende na Santa Casa de Misericórdia de Itararé, Ambulatório de Especialidades de Itararé, Unidade Oncológica do VICC e Clínica São Silvestre.

15 News- O que é o Câncer de Mama e quais são os primeiros sinais?
Dr. Luiz Carlos- O câncer de mama é uma doença ocasionada pela multiplicação desordenada das células que compõem a mama, gerando células anormais que se multiplicam, evoluindo para a formação de um tumor. Em sua fase inicial, o câncer de mama pode ser percebido como uma nodulação (caroço), geralmente fixo e indolor (principal sintoma); alterações na pele (vermelhidão ou retração); alterações no mamilo (bico do peito); nodulações anômalas nas axilas (ínguas) ou saída de secreções anormais pelos mamilos.

15 News- Como é feita a prevenção?
Dr. Luiz Carlos- Muito pouco se pode fazer no que diz respeito a prevenção do câncer de mama. Por isso se torna tão importante a detecção precoce dos tumores mamários. Dentre as ações que poderiam colaborar para uma redução no risco do desenvolvimento do câncer de mama, está a adoção de hábitos saudáveis como praticar atividades físicas, manter uma alimentação saudável, manter o peso corporal adequado e evitar o consumo de bebidas alcoólicas. Também pode contribuir para essa redução de risco evitar o uso de hormônios sintéticos (anticoncepcionais e reposição hormonal na menopausa), além da amamentação.

15 News- Quais são os fatores de risco e quais cuidados devemos tomar?
Dr. Luiz Carlos- Existem inúmeros fatores de risco que podem estar associados ao câncer de mama. Um dos principais fatores de risco é a própria idade. Quanto mais idade, maior o risco de desenvolver o câncer de mama. Podemos dividir os fatores de risco em:- Ambientais e comportamentais: estar acima do peso após a menopausa; sedentarismo; consumo de bebida alcoólica; exposição à radiação ionizante (Rx ou radioterapia)- Fatores hormonais: primeira menstruação precoce (abaixo dos 12 anos); menopausa tardia (acima dos 55 anos); primeira gravidez tardia (acima dos 30 anos); não ter filhos; uso de hormônios sintéticos (anticoncepcionais combinados ou reposição hormonal na menopausa, principalmente por mais de 5 anos)- Fatores genéticos: história familiar de câncer de ovário; história familiar de câncer de mama em homens; casos de câncer de mama na família, especialmente antes dos 50 anos; mutação genética conhecida na família.Em alguns desses fatores podemos estar agindo, como ter hábitos de vida saudáveis ou evitar consumo de álcool, porém em outros não temos como agir.

15 News- Qual a importância em se falar do Câncer de Mama?
Dr. Luiz Carlos- É de vital importância falarmos cada vez mais sobre o câncer de mama. Em nosso país ainda existem muitos tabus que envolvem o tema. As pessoas sequer querem pronunciar a palavra câncer e isso não contribui em nada para avançarmos no combate a essa terrível doença que mata quase 18.000 pessoas por ano em nosso país. Quanto mais difundirmos o conhecimento acerca do câncer de mama, maior chance temos de contribuirmos para que as pessoas façam a sua parte e procurem por ajuda em tempo hábil para que consigam tratamentos menos agressivos e atinjam a sua cura.

15 News- É uma doença facilmente tratável? De que maneira a mulher deve
proceder após o diagnóstico? E como funciona o tratamento?
Dr. Luiz Carlos- O tratamento do câncer de mama não é o mesmo para todos. Ele vai depender principalmente do estágio em que a doença foi diagnosticada. Quanto mais precoce o diagnóstico, menos agressivo o tratamento e maiores as chances de cura. Por isso, ao mínimo sinal de alteração na mama, a mulher deve procurar por ajuda de um serviço de saúde que deverá proceder a investigação e o diagnóstico do quadro. Após o diagnóstico de câncer de mama não há outra alternativa que não seja iniciar o tratamento, que deve ser individualizado para cada paciente, de acordo com o tipo do câncer de mama e do estágio em que se encontra.

15 News- A possibilidade de recuperação de mulheres com câncer de mama é alta. Mas o que deve ser feito para que a doença não reincida?
Dr. Luiz Carlos- Dependendo do estágio da doença, as chances de cura são muito boas, porém para que esse objetivo seja atingido é necessário realizar todo o tratamento que foi prescrito pela equipe médica para aquela paciente. A interrupção do tratamento ou a realização de somente parte desse tratamento aumenta as chances da paciente apresentar uma recidiva da doença ou até mesmo uma metástase, que ocorre quando a doença se espalha para outros órgãos do corpo.

15 News- Para encerrarmos, qual a mensagem que o senhor deixa para
iniciarmos esse mês rosa?
Dr. Luiz Carlos- Ter cuidado com a saúde é um dos maiores atos de amor-próprio que se pode praticar. Quanto mais precoce é o diagnóstico, maiores são as chances de cura. Sinta o seu corpo, participe dos programas de rastreamento, ouça seu médico e faça a escolha certa: sempre escolha a vida.

Leia mais notícias em www.15news.com.br e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Agência 15 News por WhatsApp pelo telefone (15) 99719 6369

Clique para comentar

Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas da semana

Quis autem vel eum iure reprehenderit qui in ea voluptate velit esse quam nihil molestiae consequatur, vel illum qui dolorem?

Temporibus autem quibusdam et aut officiis debitis aut rerum necessitatibus saepe eveniet.

Copyright © 2012 - 2020 Agência 15 News

Ir Topo